COMUNICADO: Pronto-socorro do Hospital da Criança superlotado

COMUNICADO: Pronto-socorro do Hospital da Criança superlotado

Com atendimentos diários acima de 200 crianças nos últimos 15 dias, o Hospital da Criança Augusta Müller Bohner (HC), administrado pela Associação Lenoir Vargas Ferreira (ALVF), em Chapecó, está com o pronto-socorro superlotado.

A maior procura por assistência médico-hospitalar decorre de queixas de doenças respiratórias. Essas manifestações acometem crianças com maior vulnerabilidade entre o outono e o inverno.

Em decorrência dessa demanda exponencial nos últimos dias tem ocorrido atrasos na triagem que segue a classificação de riscos estabelecida pelo Protocolo de Manchester. Casos de urgência ou emergência têm prioridade sobre os demais.

Atendimento nas unidades de saúde dos bairros

O diretor-geral Jader Adriel Danielli reitera aos pais que busquem os primeiros atendimentos nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) dos seus respectivos bairros ou em estruturas disponibilizadas pelo município.

Todas as unidades de saúde atendem de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 11h30 e das 13h às 17h. No Pronto Atendimento da Efapi, todos os dias pela manhã, tarde e noite. Além disso, apenas para sintomas gripais, há os ambulatórios no Verdão (de segunda a sexta-feira, das 7h às 0h, sábados e domingos, das 7h às 19h) e do Centro, de segunda a sexta-feira, das 7h às 22h.

Cuidados domésticos importantes para aliviar pronto-socorro

Pais e/ou responsáveis por crianças podem tomar alguns cuidados especiais como:

• Somente ir ao pronto-socorro hospitalar com seu filho em casos de emergência ou urgência.

• Evitar levar filhos com gripe ou resfriado para escola ou creche, pois, além do repouso necessário para a recuperação, poderá evitar transmissão para outras crianças.

• Evitar que pessoas com gripes ou resfriados fiquem em contato direto com seus filhos pequenos dentro da sua própria casa.

• Evitar sair de casa com bebês com menos de quatro meses de idade para lugares com aglomerações de pessoas. Nessa idade as defesas do organismo ainda não estão totalmente desenvolvidas e as crianças nessa faixa etária são mais propensas a contrair doenças.

• Manter a criança alimentada e hidratada adequadamente, vacinação adequada e a carteirinha em dia.

• Manter a casa e, principalmente, o quarto das crianças arejados e limpos. É importante não ter nada que possa acumular pó, pois ácaros (grande causador de alergias respiratórias) costumam se fixar em objetos como bichinhos de pelúcia, tapetes, cortinas, protetor de berço, mosquiteiro, almofadas, caixas de brinquedos, entre outros.

  • COMPARTILHAR