Unochapecó é parceira do 1°Simpósio Sul-Brasileiro Multiprofissional de Oncologia Clínica e Cirúrgica

Unochapecó é parceira do 1°Simpósio Sul-Brasileiro Multiprofissional de Oncologia Clínica e Cirúrgica

Texto Ícaro Colella*

Ao redor do mundo, os diversos tipos de câncer preocupam especialistas da área da saúde. Com o avanço da medicina e o diagnóstico precoce, apesar do aumento de número de casos, a mortalidade vem caindo gradualmente. Em Chapecó, o Hospital Regional do Oeste (HRO) é referência no setor oncológico e, em parceria com a Unochapecó e demais Instituições de Ensino Superior, realizou o 1°Simpósio Sul-Brasileiro Multiprofissional de Oncologia Clínica e Cirúrgica, que ocorreu entre os dias 05 e 06 de setembro, no Centro de Eventos Plínio Arlindo de Nes.

O intuito foi contribuir com o aperfeiçoamento e compartilhamento de experiências de equipes multidisciplinares, que visa melhorias na assistência e qualidade de vida dos pacientes oncológicos. A Unochapecó já é parceira do Hospital Regional há bastante tempo e contribui em vários processos. Entre eles, os programas de residência médica, enfermagem uniprofissional em urgência e emergência e multiprofissional. A residência multiprofissional em oncologia, abrange as seguintes especialidades: farmácia, enfermagem, nutrição e psicologia e foi fundamental para desencadear este simpósio. A residência está em vigor há dois anos e conta com 26 residentes atualmente.

Para a professora da Unochapecó, Lucinara Cembranel, essa parceria entre o serviço e a Universidade é extremamente importante para Chapecó e região pois aproxima os acadêmicos da realidade. “Essas vivências fortalecem o conhecimento e contribuem para a formação dos profissionais da saúde, vindo ao encontro do propósito de uma Universidade Comunitária”, comenta. 

Uma das residentes em Oncologia no HRO é a farmacêutica, egressa da Unochapecó, Mircéia Reck. Ela atua na área de medicamentos para tratamentos oncológicos e lida diretamente com os pacientes. Antes, Mircéia trabalhava na área comercial da Farmácia, e hoje se sente uma profissional mais humana e completa pelo contato e compartilhamento que tem com as pessoas através da residência. “Eu acho que o profissional tem que se desafiar, mostrar o quanto nosso conhecimento é importante para a população, principalmente na área da oncologia, que exige muito a nossa atuação para o bem estar do paciente”.

Essa parceria entre o Hospital e a Universidade é importante e traz muitos benefícios. É um espaço de formação profissional, que fornece aos pacientes tratamento humanizado e de boa qualidade. Hoje o HRO é um dos que mais atendem no estado, são cerca de 180 tratamentos diários na oncologia. Para o presidente da Associação Hospitalar Lenoir Vargas Ferreira (ALVF), gestora do hospital, Rogério Getúlio Delatorre, a cada ano os atendimentos estão cada vez mais especializados. “Esses eventos são uma ótima oportunidade para pensar em soluções quanto da identificação dos problemas, para melhorar a assistência e a qualidade de vida desses pacientes”, completa.

Resultado positivo

O Simpósio contou com palestras e mesas de debates dentro da temática específica de cada tipo de câncer e seus respectivos tratamentos. O palestrante do primeiro dia de evento foi o médico Rafael Aron Schmerling. Em sua fala sobre ‘O câncer como problema de saúde pública’, ele elencou que o principal desafio na rede pública é chegar ao diagnóstico rápido, para que a doença seja tratada efetivamente, com gastos reduzidos e menos sofrimento para o paciente. 

Para ele, eventos como esse contribuem para o fortalecimento dos diferentes profissionais, já que com o compartilhamento dos problemas enfrentados no dia a dia, as soluções podem ser encontradas. “Essa relação é essencial para que diferentes especialistas possam socializar os problemas, o que pode contribuir para que o tratamento do paciente tenha um resultado positivo e seja aprimorado”, destaca.

Além das variadas temáticas que foram abordadas, como as ‘Intercorrências clínicas e assistência ao paciente oncológico: da atenção básica a atenção hospitalar’ e ‘Cuidados paliativos’, o evento também abriu um espaço para que estudantes e residentes pudessem apresentar seus trabalhos científicos, expostos em pôsteres.

*Estagiário sob supervisão de Gabriel Kreutz

Fotos: Unochapecó

O 1°Simpósio Sul-Brasileiro Multiprofissional de Oncologia Clínica e Cirúrgica ocorreu entre os dias 05 e 06 de setembro
O evento contou com palestras e mesas de debates das áreas da saúde
  • COMPARTILHAR